O aquecimento das piscinas, por vezes, envolve o gasto de energia mais elevado para manter a temperatura dela. Muitas vezes, podemos economizar nesse gasto de energia ou reduzir isso, graças a algumas dicas como as que vamos deixar no seguinte artigo.

 

As condições climáticas das piscinas

 

Quando se fala em aquecimento de piscinas, é importante ter em mente que ele terá dois objetivos principais: desumidificar e aquecer.

 

A desumidificação se refere a manter a umidade no ambiente (como desumidificadores domésticos que você pode ter em casa). Já o aquecimento é o que mais se identifica com ar condicionado e refere-se a passar a água por uma bateria quente que é responsável por aumentar a sua temperatura, e para isso podemos usar uma caldeira, bomba de calor, energia elétrica, energia solar para o conseguir.

 

As piscinas aquecidas (públicas) devem ser mantidas entre 1 e 2ºC acima da temperatura dessa água, com um máximo de 30º e com umidade ambiente pelo menos inferior a 65%.

 

Além disso, também é estabelecido que a energia térmica nele contida é recuperada posteriormente (o que pode ser feito por meio de mantas térmicas ou fontes de energia de calor) e que o calor da água não se perca através da evaporação, daí o uso de barreiras térmicas para evitar isso.

 

Economize energia no aquecimento da piscina

 

Principalmente, quando se trata de economizar energia no aquecimento de piscinas, podemos fazer isso de várias maneiras:

 

  • Com o ar exterior

 

Dependendo da temperatura exterior podemos baixar a humidade da piscina e só será necessário usar energia para aquecer a água da piscina para conseguir a temperatura que queremos de forma que seja adequada para podermos entrar no banho.

Existem ocasiões em que o ar exterior não ajuda. Isto porque a diferença é muito grande e a temperatura é inferior à necessária para o aquecimento adequado da piscina. Nestes casos, o consumo de energia é geralmente maior porque é necessária mais energia para a aquecer. Para evitar grandes surpresas na fatura da luz, deve contratar  e comparar tarifas de luz que sejam ajustadas ao seu consumo e economize dinheiro.

 

  • Manta térmica

 

Embora a manta térmica seja normalmente utilizada para recuperar energia térmica, ela também pode servir para poupar energia, pois, uma vez que a temperatura está no nível correto de umidade e graus Celsius, ou seja, no momento da colocação da manta, essas condições são mantidas durante um tempo, o qual você economizaria porque, se depois de um tempo você tomar banho novamente retirando a manta, é possível que a temperatura e a umidade permaneçam ou diminuam muito pouco.

 

Desta forma poderá poupar um pouco de energia e conservar muito melhor o calor obtido com o aquecimento da piscina. Além do mais, às vezes, guardar os acessórios de piscina como as suas coberturas, etc., pode ajudar, se o sol incidir diretamente na piscina, pode ajudar a ficar quente e exigir menos energia para atingir a temperatura desejada. É o caso das piscinas que ficam ao ar livre.

 

Manter a temperatura da água

 

Assim, uma vez alcançada a temperatura desejada, devemos nos concentrar em não desperdiçar energia e minimizar as perdas. Para isso, é fundamental que tenhamos um termômetro com o qual controlamos assiduamente a temperatura da água.  Por isso, se tivermos um cobertor solar, é interessante cobrir a piscina quando não estivermos usando para manter a temperatura.